“Pode roubar, matar, desviar recursos, que não vai preso. Agora, se disser o que pensa…”

0
214
deputada Alê Silva

“Pode roubar, matar, desviar recursos, que não vai preso. Agora, se disser o que pensa…”

A deputada federal Alê Silva (PSL-MG) criticou a prisão de jornalistas e deputado por emitir opinião:
“Aqui no Brasil, a pessoa pode roubar, matar, desviar recursos de merenda escolar, que não vai preso. Agora, se disser o que pensa… Estamos vendo tudo isso com muita indignação”.

 

Ela comentou ainda sobre o alinhamento da indústria e do comércio com o governo federal, o que ficou claro com o manifesto divulgado pela FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), defendendo os direitos individuais.
Brasília / O jogo será fora das 4 linhas?

 

“Esses segmentos, em sua maioria, são segmentos bem liberais, que repudiam a intervenção do estado nas relações das pessoas. Eles estão enxergando nisso tudo uma intervenção exacerbada do STF no poder de comunicação dos indivíduos, isso, claro, tem que ser repudiado”, frisou.

Ministério da Verdade?

O STF anunciou a criação do Programa de Combate à Desinformação para combater conteúdos que – na visão do Tribunal – possam ser enquadrados como “desinformação e narrativas odiosas” direcionados à Corte, aos ministros do STF e ao Poder Judiciário.

“O que é verdade, o que é mentira? Eu sempre digo que a gente não deveria regulamentar de forma alguma a internet, a liberdade de expressão. A própria internet acaba se auto-regulamentando. Na medida em que eu tento impedir as pessoas de falar, impeço o diálogo, o debate”, ressaltou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui