Doria mente e é detonado por Bolsonaro

0
958
Doria

Doria se vitimiza: “Estou sofrendo um ataque descontrolado”, mas é desmentido pela própria conduta (veja o vídeo)

Doria, tenta se vitimizar, dizendo que sofreu um ‘ataque descontrolado’ do Bolsonaro.
“Levamos as solicitações do Governo de São Paulo e nosso posicionamento sobre a forma como a crise deve ser enfrentada. Recebi como resposta um ataque descontrolado do Presidente!”

Doria mentiu. Na realidade ele atacou o presidente e recebeu o imediato revide. Para tanto, o governador de São Paulo fez uso de conjecturas.

Bolsonaro, por sua vez, disse verdades incontestáveis.

Doria emudeceu. A tentativa de “lacrar’ para ser considerado ‘herói’ foi em vão. A máscara já caiu. O governador ainda deturpou uma das falas de Bolsonaro:
“Não são mortos de mentirinha, presidente. E essa não é apenas uma gripezinha”, escreveu Doria.

Você já imaginou ver um filme de Hollywood em que o mocinho encontra o vilão para desmascará-lo ao vivo, na presença de todo mundo?
Este filme aconteceu durante teleconferência entre o Presidente da República e os Governadores do Sudeste.

No papel de mocinho: o Presidente da República, Jair Bolsonaro.
No papel de vilão: o Governador de São Paulo, João Dona.
Agora imaginem a situação e o constrangimento de Dona, quando Bolsonaro, por dois infinitos minutos falou com calma e elegância (sem deixar de usar Vossa Excelência) tudo o que estava entalado em sua garganta sobre o governador falastrão.
O Governador saiu desmoralizado (que vergonha alheia! que tapa de luva!!!) e não teve coragem para reagir ou replicar em defesa própria.
Bolsonaro lavou a alma e nós, vimos o vilão ser desmascarado (que mitada!!!).
Veja este vídeo que deverá fazer sucesso até 2022.

Doria que foi contra Bolsonaro em seu pronunciamento para abertura do comércio no país, estranhamente autorizou que fábricas e seguimentos em São Paulo, seguirão operando, sejam pequenas, médias ou grandes.

“Todas as fábricas devem continuar operando com os cuidados sanitários. Os seus gestores devem seguir as normas de segurança garantindo a saúde de seus funcionários. Não podemos ter um colapso na produção do país. São Paulo tem mais de 40% da produção industrial de praticamente todos os setores. Se as fábricas pararem, teremos um colapso, não só de alimentos, mas de produtos básicos. Não apenas de São Paulo, mas de todos o país.”

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui