filhos de bombeiros e policiais mortos em serviço terão assistência

0
956

O governador Ibaneis Rocha (MDB) determinou, nesta terça-feira (17/09/2019), que a equipe jurídica do Palácio do Buriti elabore um estudo que garanta uma série de benefícios para filhos de integrantes das forças de segurança do Distrito Federal que perderam a vida em serviço.

Uma das medidas adiantadas pelo emedebista ao Metrópoles é a que prioriza a matrícula em escolas públicas, incluindo as militarizadas, de crianças e adolescentes descendentes de bombeiros, PMs e policiais civis mortos em missão.

A medida, segundo o chefe do Executivo local, também se estenderá àqueles que ficaram inválidos cumprindo o ofício de manter a paz e a ordem na capital do país.

“Nós precisamos encontrar uma solução para garantir um futuro próspero aos filhos de quem lutou bravamente pelo Distrito Federal, porque é mais do que justo que o Estado dê um olhar especial à família de quem dedicou a vida por nossa cidade”, disse à coluna.

Ibaneis planeja também reservar outros tipos de assistências aos órfãos de integrantes das corporações que tenham perdido a vida durante o trabalho ou que se feriram gravemente e não puderem retornar às atividades.

Fatalidade

Marizelli Dias foi morta enquanto tentava apagar um incêndio florestal na QNL 2, em Taguatinga Norte, na manhã de domingo (15/09/2019). Investigações levam a crer que uma árvore teria caído sobre a cabeça da soldado, mas há também uma linha de apuração que enxerga a possibilidade de a vítima ter sido eletrocutada por fios de alta-tensão.

Após tomar conhecimento sobre a fatalidade, o governador decretou luto oficial no DF por três dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui