27.4 C
Brasília
21 de janeiro de 2020
- Publicidade -

Terceirizados param e acompanhantes limpam hospital no DF

Author

Categories

Share


Terceirizados da empresa Ipanema estão de greve. O movimento de paralisação deve ser ampliado, já que os vigilantes do grupo também ameaçam.

Várias unidades de saúde da rede pública do Distrito Federal sofrem com a falta de Terceirizados da limpeza. A categoria decretou greve na última terça-feira (12/11/2019), por atrasos no pagamento dos salários. Sem previsão para a volta dos serviços, acompanhantes se mobilizam para garantir salubridade aos usuários.

Uma paciente do Hospital de Brazlândia (HRB) fez um vídeo mostrando mulheres com rodos nas mãos, puxando a água nos corredores da unidade. Este não é o único local que sofre com a falta de trabalhadores dos serviços gerais. A greve dos funcionários da empresa Ipanema também afeta os hospitais de Taguatinga (HRT), Samambaia (HRS) e o Materno e Infantil de Brasília (HMIB).

A falta de pagamento dos salários dos Terceirizados não se restringe aos terceirizados da limpeza. Os vigilantes do mesmo grupo, que atuam em unidades de saúde em todo o DF, alegam atrasos e a categoria deve parar a partir das 19h desta segunda-feira (18/11/2019). “Pedimos que o GDF tome providências em relação a essa empresa que vem constantemente atrasando os salários dos Terceirizados e alegam falta de repasse”, diz o secretário de imprensa do Sindicato dos Vigilantes do DF (Sindesv-DF), Gilmar Rodrigues.

Mais unidades

A ampliação da greve deve atingir hospitais e outras unidades de Brazlândia, Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, Guará, Sobradinho e Planaltina, além do HMIB.

A Secretaria de Saúde afirmou, em nota oficial, efetuar o pagamento às empresas prestadoras de serviços ao GDF dentro do prazo estipulado no contrato, com repasse dos valores até 90 dias após a prestação do serviço. Disse, ainda, ter notificado a empresa pelo não cumprimento do contrato e que “está tomando todas as medidas necessárias para que a situação se normalize o mais breve possível”.

Author

Share