33.4 C
Brasília
18 de outubro de 2019
- Publicidade -

“Click-Gap”, ferramenta do Facebook para favorecer a “imprensa oficial”

Author

Categories

Share



Facebook dará menos relevância às mídias que surgiram e ganharam notoriedade por meio da rede social, enquanto valorizará a imprensa do establishment.

O Facebook recebeu muita atenção recentemente pelos atos de censura evidente nas últimas semanas. A rede social está agora envolvida na supressão “velada” da mídia independente — com a introdução recente do “Click-Gap”, uma forma de favorecer sites já estabelecidos (do establishment), a fim de suprimir sites não estabelecidos.

O sistema Click-Gap penalizará os sites que não estabeleceram “autoridade” fora do Facebook, onde a “autoridade” é medida pelo número de cliques recebidos de fontes externas à plataforma, como as principais fontes de mídia.

“O Click-Gap procura domínios com um número desproporcional de cliques no Facebook de saída em comparação ao seu lugar no gráfico da web. Isso pode ser um sinal de que o domínio está tendo sucesso no Feed de Notícias de uma maneira que não reflete a autoridade que ele criou fora dele e está produzindo conteúdo de baixa qualidade”.

Em poucas palavras, o Facebook favorecerá as mídias que já eram grandes antes do surgimento da rede social. Favorecerá a imprensa mais antiga e já estabelecida, e punirá os iniciantes. O que, claro, é exatamente o que a mídia do establishment quer.

A internet em geral também favorece a mídia do establishment de outra maneira. Uma das maiores fontes de links e citações de fontes de notícias é a Wikipedia, a “enciclopédia on-line”  é dominada pela esquerda. Mas fontes conservadoras, como a Breitbart News, são freqüentemente colocadas na lista negra como “não confiáveis” no site. Na prática, essencialmente não há links para Breitbart News em toda a Wikipedia, com base nas ações de seus administradores e editores.

Author

Share